Com o aumento de infecções respiratórias, o Paraguai decidiu suspender as aulas presenciais nas escolas públicas entre os dias 6 e 10 de junho. Com isso, os estudantes vão acompanhar as aulas de maneira remota.

Conforme o jornal ABC Color, os Ministérios da Saúde e da Educação optaram por não antecipar as férias de junho para os estudantes conforme solicitado pelos médicos devido ao elevado número de infecções respiratórias. 

No entanto, ficou decidido que todas as escolas públicas ou privadas realizariam aulas remotas para a próxima semana, de segunda a sexta-feira, com possibilidade de prorrogação dessa medida.

Decisão não agradou os professores paraguaios. A categoria realizou manifestação por diversas cidades do país pedindo por revisão na medida. Segundo eles, a decisão adia as férias de inverno, previstas no calendário escolar.