Foi escolhido? Confira os requisitos para não perder a chance no CNH MS Social

CNH grátis será distribuída para cinco mil moradores dos 79 municípios do MS
| 09/05/2022
- 08:16
Sede do Detran-MS em Campo Grande
Sede do Detran-MS em Campo Grande. (Foto: Divulgação)

Os escolhidos para participar do programa CNH MS Social precisam ficar atentos aos próximos passos para manter a gratuidade na habilitação, após o resultado preliminar divulgado pelo Detran-MS (Departamento de de Mato Grosso do Sul). Serão cinco mil moradores contemplados dos 79 municípios do Estado.

Vale lembrar que a lista é preliminar e poderá ser revista durante esta primeira fase de escolha aos candidatos considerados aptos. As informações divulgadas poderão ser confrontadas com outros dados ou documentos, ou seja, caso o candidato não se encaixe no programa, poderá ser desclassificado ou reclassificado, dando lugar para outro interessado.

Segundo o edital, não havendo preenchimento das vagas e/ou disponibilidade financeira e orçamentária, as vagas oferecidas entre as modalidades ou regiões poderão ser redistribuídas. O atendimento no município específico só será efetivado se houver contratação de profissionais/empresas para atendimento ao Programa.

Fui escolhido, e agora?

Os candidatos deverão aguardar a convocação para comparecimento à agência de seu município para abertura do processo Renach (Registro Nacional de Carteira de Habilitação). Ao comparecer à Agência do Detran do município, será informado se há profissionais (psicólogo, e Centro de Formação de Condutores) que atendem no município ou se deverá deslocar-se para atendimento ao município mais próximo.

O departamento informou que o início das convocações para o atendimento dos aptos está previsto para ocorrer até 60 dias, a contar da última sexta-feira (6), com a divulgação da listagem. É de responsabilidade do beneficiário acompanhar a publicação de todos os atos, editais e comunicados referentes a esta seleção no Diário Oficial do Estado e na página do Programa.

Como já ressaltado pelo Detran-MS, as informações inserir no momento da inscrição poderão ser confrontadas, ou seja, para não perder a gratuidade do programa, o candidato deve apresentar a documentação para evidenciar a condição aos avaliadores.

Dentre os requisitos exigidos estão: ter CadÚnico (Cadastro Único) com inscrição antes de fevereiro de 2022, ter renda de meio até dois salários mínimos, saber ler e escrever, morar em Mato Grosso do Sul, pelo menos, há dois anos.

Outra exigência, que pode desclassificar os escolhidos, é não ter cometido nenhuma infração ou crime de trânsito, tenham CNH ou permissão para dirigir cassada, tenham processo RENACH aberto ou forneçam dados incorretos no ato da inscrição.

De acordo com o edital, serão 2.280 vagas para categoria A, 1.425 vagas para B, 1.045 vagas para categoria AB e 250 vagas para PcD (Pessoa com Deficiência).

O número de pessoas beneficiadas está dividido por cidades: 1.650 para Campo Grande, 800 para Dourados e região, 300 para Naviraí e região, 300 para Três Lagoas e região, 300 para Ponta Porã e região, 250 para Paranaíba e região, 250 para municípios da região da Capital, 250 para Corumbá e Ladário, 250 para Nova Andradina e região, 250 para Aquidauana e região, 200 para Jardim e região e 200 para Coxim e região. As vagas serão distribuídas por etapas e regiões de Mato Grosso do Sul durante os próximos 12 meses.

Só ‘idosos’ no CNH MS Social?

Após a divulgação dos contemplados da CNH Social, os sul-mato-grossenses questionaram nas redes socais: só idosos foram selecionados? O Detran-MS esclareceu que a idade era um dos critérios para desempate na seleção.

Com 60 mil inscritos, a lista dos 5 mil selecionados foi divulgada nesta sexta-feira (6). Nas redes sociais do Jornal Midiamax, leitores questionaram a idade dos contemplados da CNH Social. “Mais novo tem 50 anos”, disse um dos internautas.

Além dos casos de empate dos inscritos, o primeiro fator de desempate seria a idade, conforme o item nº 5 do edital, em seguida, pela ordem de critérios para desempate está: maior idade, menor renda, maior número de integrantes na família, e data e hora de inscrição.

Veja também

Trabalhos terão início nesta sexta com foco na região central

Últimas notícias