Empresário é multado em R$ 6 mil por comercializar animais silvestres com licença irregular em Campo Grande

Os animais foram apreendidos e encaminhados ao Cras
| 28/01/2022
- 17:55
Os animais comercializados eram uma cutia (Dasyprocta punctata) e um papagaio-do-mangue (Amazona amazonica)
Os animais comercializados eram uma cutia (Dasyprocta punctata) e um papagaio-do-mangue (Amazona amazonica), espécies que o empresário não tinha autorização para comercializar - Divulgação/PMA

A PMA (Polícia Militar de Campo Grande) recebeu denúncias na tarde de quinta-feira (27) acerca do comércio irregular de animais silvestres na região central da Capital. Os animais comercializados eram uma cutia (Dasyprocta punctata) e um papagaio-do-mangue (Amazona amazonica). 

Em seguida, a equipe foi ao local, confirmou a denúncia e realizou a apreensão dos animais. A comercialização de animais silvestres deve ser aprovada pelo órgão competente. No caso, o empresário possuía autorização para a comercialização de animais, porém os dois animais apreendidos estavam registrados em sua pessoa física e a venda ocorreu por meio de sua pessoa jurídica, isto é, sua empresa — o que não é permitido pela legislação vigente. 

Além disso, a empresa não tinha autorização para comercializar tais espécies de animais. 

O empresário foi conduzido em conjunto com os animais apreendidos à (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) e poderá responder por ambiental com pena de seis meses a um ano de detenção. Também foi autuado administrativamente e multado em R$ 6 mil. 

Já os animais foram encaminhados ao Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), em Campo Grande.

Veja também

Também foram convocados aprovados para o cargo de auxiliar de manutenção

Últimas notícias