Dia do Bombeiro Militar: resgates, incêndios e salvamentos marcam atos heroicos em MS

Bombeiros divulgaram vídeos que explicam um pouco da rotina de salvar vidas em ocorrências no Estado
| 02/07/2022
- 08:24
bombeiro
Bombeiro durante ocorrência (Foto: Stephanie Dias/Jornal Midiamax)

O Dia do Bombeiro Militar é comemorado neste sábado (2), data que homenageia servidores que atuam salvando vidas e prestando segurança para . Em Mato Grosso do Sul, a corporação compartilhou, nesta semana, vídeos explicativos da rotina de trabalho dos militares que, por vezes, se arriscam em atos heroicos.

Busca e resgate com cães

Desde 2017, o Corpo de Bombeiros de MS tem apoio de cães treinados. Atualmente, são dois canis ativos, em Campo Grande e Coxim. Os cães possuem certificação nacional de busca, resgate e salvamento, sendo um grande diferencial nas ocorrências, auxiliando os bombeiros militares na missão de salvar vidas.

O trabalho é um dos destaques do Estado, pois as equipes do canil já atuaram em ocorrências nacionais, por exemplo, na busca de moradores desaparecidos nas tragédias de Brumadinho, Minas Gerais, e Petrópolis, no Rio de Janeiro.

URSA

O Estado conta com a URSA (Unidade de Resgate e Suporte Avançado), viatura destina para ocorrências de risco eminente à vida. No último ano, as equipes atenderam cerca de 1,3 mil casos graves. Poucas unidades da federação que contam com essa estrutura: Distrito Federal, Rio de Janeiro e Alagoas. As operações em MS acontecem com apoio de médicos, e condutores.

Bombeiro no combate aos incêndios

Mato Grosso do Sul enfrentou um dos piores incêndios florestais o bioma do Pantanal, desde 2020. O Corpo de Bombeiros participou das ações de enfrentamento a chamas em vários municípios de MS. Neste ano, a corporação soma forças com o CPA (Centro de Proteção Ambiental), novidade tecnológica que monitora regiões de focos de calor.

Segundo o CBMMS, a tecnologia de georreferenciamento facilita o monitoramento dos focos de calor, bem como nas coordenadas geográficas que são repassadas para equipes que atuam no combate direto às chamas.

Grupamento de Operações Aéreas

O grupamento foi instituído no Estado em abril de 2014, mas só em 2019 iniciou efetivamente as operações aéreas no âmbito do CBMMS. São três aeronaves, uma bimotor utilizada transporte de pacientes; monomotor utilizada em missões de resgate no Pantanal; Air Tractor especializada para combate e monitoramento de incêndios no Pantanal e demais regiões. “O lema é voar para salvar, essa é a missão”, disse o piloto e capitão Frontté.

Veja também

Moradores e comerciantes pedem a instalação de um semáforo para substituir placas de 'Pare'

Últimas notícias