Quase chegando aos 40°C, cidade do MS registra maior temperatura do Brasil

Outras duas cidades também estão listadas dentre as cidades mais quentes do país
| 18/02/2022
- 12:35
Campo Grande deve ter máxima de 34°C
(Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

Mesmo estando na lista de cidades em alerta para temporal, nesta sexta-feira (18), a cidade de Jardim, a 239 quilômetros de Campo Grande, registrou a maior temperatura do Brasil nas últimas 24 horas, quase chegando aos 40°C nos termômetros entre o ranking de cidades mais quentes.

Conforme o monitoramento do (Instituto Nacional de Meteorologia), o município registrou 38,8°C. Os valores levam em consideração os registros extremos utilizados nas estações meteorológicas convencionais e automáticas do instituto.

Na lista também estão os municípios de Rio Brilhante, com 37,1°C e Laguna Carapã, com 35,8°C.

De acordo com o (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), os próximos dias serão de chuvas rápidas e calor durante o dia, o que irá trazer sensação de clima abafado e úmido.

Até o dia 25 de fevereiro, há probabilidade de chuvas de intensidade de moderada a forte, com acumulados de chuvas entre 10 - 90 mm, e tempestades acompanhadas de raios, rajadas de vento e eventual queda de granizo devido ao deslocamento de perturbações atmosféricas (cavados), aliado à disponibilidade de umidade e ao aquecimento diurno.

Além disso, a formação de um sistema de baixa pressão no Paraguai e o avanço de frente fria favorecem a formação de instabilidades no Estado. Destaque para a porção norte das regiões centro-norte, leste e pantaneira.

Embora com a previsão de chuvas quase diárias, o calor predomina em todos os municípios do Estado. Na sexta-feira (18) e no sábado (19), o tempo deve estar instável, onde é esperado temporal, típico do clima de verão. O temporal pode acompanhar queda de raio, granizo e ventos de moderados a fortes.

Tempo seco

Por conta do calor, o Cemtec recomenda beber bastante líquido, para manter hidratação do corpo e evitar fazer exercício físico com exposição ao sol das 9h às 16h.

Veja também

Lei de 2015 isentou IPTU por cinco anos e ISSQN por dez anos para estacionamentos verticais

Últimas notícias