Anatel aprova implantação da tecnologia 5G nos distritos de Anhanduí e Rochedinho

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os dois distritos têm mais de 5 mil habitantes
| 15/01/2022
- 20:00
Reprodução
Reprodução

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) incluiu os distritos de e Rochedinho nos projetos para implantação da tecnologia 5G e ampliação da rede atual após pedido da prefeitura de Campo Grande.

Segundo a administração municipal, documento apresentado no mês de novembro do ano passado, apresentou a necessidade de ampliar a oferta e oferecer mais tecnologia e serviços de telecomunicações nos distritos. A elaboração do pedido foi realizado por técnicos da prefeitura e participação do senador Nelsinho Trad.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os dois distritos têm mais de 5 mil habitantes. “O 5G vai ajudar não só na melhoria da qualidade do serviço de telefonia móvel e velocidade de , mas também oferecer a possibilidade de mais empresas se estabelecerem nesses locais, além dos benefícios para a saúde, educação, segurança e lazer”, disse o prefeito Marquinhos Trad.

O estudo foi feito pelas subprefeituras junto à prefeitura, Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação) e Planurb (Agência Municipal de e Planejamento Urbano).

“A resposta da Anatel atende uma reivindicação antiga dos moradores de ambos os distritos e demonstra o cuidado que a gestão tem com todas as regiões da cidade. Essa medida é mais um desdobramento positivo do projeto dessa gestão chamado Distritos Conectados e que tem como objetivo garantir que a população e trabalhadores das regiões mais distantes também sejam contemplados com melhorias e novas tecnologias oferecidas pelas operadoras dos serviços de telecomunicações”, justifica o diretor-presidente da Agetec, Paulo Fernando Garcia Cardoso.

Com o aval do Ministério das Comunicações, segundo o executivo, será ampliar os serviços digitais oferecidos além da melhora do sinal de telefonia móvel e internet: “O pleito dos dois distritos foi principalmente no sentido de atualizar os critérios que foram adotados lá atrás na implantação da tecnologia anterior, principalmente pelo fato de que ao realizar os estudos percebemos que na implantação do 4G não levaram em consideração informações essenciais como a quantidade de escolas, unidades de saúde, crescimento populacional, dentre outros fatores.”, completa Paulo.

Com a ampliação dos serviços de telecomunicação e a chegada da tecnologia 5G será possível ampliar o acesso à internet dos equipamentos públicos, implantar videomonitoramento e semaforização inteligente e entregar mais serviços digitais para a população.

Veja também

Movimentação deste ano deve ser menor do que 2021

Últimas notícias