transmissão dentro de aldeias indígenastaxa de mortalidade.

Portal Mais Saúdemaior taxa de letalidade no Estado é a cidade de , com um índice de 515,5. Com um total de 964 casos confirmados, 31 pessoas morreram por consequência da covid.

Em segundo lugar, está a cidade de Naviraí com um índice de mortalidade de 509,8. No município, foram 9.583 pessoas infectadas e 254 mortos. Em seguida, Campo Grande ocupa a terceira posição com a taxa de letalidade de 494,4. Foram 140.225 pessoas contaminadas com o coronavírus e 4.115 mortos na Capital.

Na quarta posição do ranking em , está o município de Água Clara com a taxa de mortalidade em 487,9. Foram 2.947 casos confirmados e 68 vítimas da covid. Na sexta posição, está Cassilândia com a taxa em 479,3. Foram 3.129 contaminados e 103 mortos pela covid.

Em seguida, a cidade de Três Lagoas ocupa a sétima posição com o índice de mortalidade em 469,7. A cidade teve 20.187 casos confirmados e 515 mortes por coronavírus. Na oitava posição, Corumbá tem uma taxa de mortalidade em 440,6 com 15.755 casos e 473 óbitos.

Na nona posição está a cidade de com a taxa de mortalidade em 424,7. Foram registrados 3.885 casos e 80 mortes. Por fim, Terenos tem uma taxa de 406,5 com 1.796 infectados ao longo da pandemia e 77 vítimas da covid.

Vacina salva vidas

A notícia mais aguardada de 2021 era o início da vacinação contra a covid. As doses começaram a chegar a Mato Grosso do Sul em janeiro e, desde então, foi possível perceber a queda nos casos e mortes por coronavírus. A queda mais expressiva nos índices da doença começou a ser percebida a partir de julho, quando a população mais jovem começou a ser vacinada em MS.

Para ter uma dimensão do efeito da vacinação, em abril Mato Grosso do Sul registrou o pico de óbitos por coronavírus. Em apenas uma semana, foram 397 mortos pelo coronavírus, ou seja, uma média de 56 vítimas por dia. Na época, a capital sul-mato-grossense ainda aplicava doses em grupos prioritários, como os profissionais da segurança.

Mesmo com o avanço da vacinação, Mato Grosso do Sul ainda enfrentou altos e baixos com relação às mortes. Em junho, o Estado teve outro pico, com 367 vítimas da covid em apenas uma semana em MS.

Conforme os jovens foram sendo imunizados, o panorama no Estado mudou e muito. Na primeira semana de setembro, MS registrou 77 mortes por covid, uma média de 11 óbitos diários. Já na última semana de novembro, quando havia quase 90% dos adultos com as duas doses tomadas, MS teve nove mortes registradas, uma média de 1,2 óbito por dia causado pela covid.

Confira as cidades com maiores índices de mortalidade

  • Vicentina
  • Naviraí
  • Campo Grande
  • Água Clara
  • Cassilândia
  • Três Lagoas
  • Corumbá
  • Costa Rica
  • Terenos
  • Ponta Porã
  • Miranda
  • Aquidauana
  • Paraíso das Águas
  • Coxim
  • Guia Lopes da Laguna
  • Deodápolis
  • Dourados
  • Sidrolândia

Saiba Mais