Cotidiano

Prefeito pede que empreiteiras ajudem com caminhões para força-tarefa após tempestade

Segundo Marquinhos Trad, hoje são 300 trabalhadores nas vias de Campo Grande

Mayara Bueno e Mariane Chianezi Publicado em 16/10/2021, às 10h37 - Atualizado às 11h04

Caminhões na Avenida Afonso Pena, entre as ruas Bahia e Rio Grande do Sul
Caminhões na Avenida Afonso Pena, entre as ruas Bahia e Rio Grande do Sul - (Foto: Mariane Chianezi)

Nas ruas na manhã deste sábado (16), o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), fez um apelo às empreiteiras com serviços na cidade, para ajudarem na força-tarefa criada para reparos dos estragos causados pelo temporal de sexta-feira (15). Ventos chegaram a 100km/h e as situações foram registradas em todo Mato Grosso do Sul.

Hoje, foram colocados 300 funcionários para trabalharem nas vias, de acordo com o prefeito. Pelo menos 154 árvores caíram com a ventania, atingindo, algumas delas, casas e veículos - há relatos deste tipo em toda a cidade.

São 30 máquinas e tratores também. "E fazemos um pedido, um apelo às empreiteiras, que ajudem, procurem a prefeitura, Sisep [Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos], ofereçam os maquinários, para que a gente limpe a cidade o mais rápido".  

Segundo o prefeito, caíram, durante a tempestade de ontem, não só árvores, como outdoors, ferros, vidraças, muros e até poestes. "Algo além do imaginável". Sobre a queda das vegetações, disse que 80% delas já estavam condenadas. Os relatos de moradores não param de chegar. Há casos de pessoas que tiveram passagens das casas bloqueadas por ávore caída e, por isso, não consegue sair.

Jornal Midiamax