Cotidiano

Inmet emite alerta de queda de granizo para 66 cidades de MS nesta quinta-feira

Em Campo Grande, Dourados e Bonito foram registradas quedas de árvores

Dândara Genelhú Publicado em 14/10/2021, às 08h05

Em Ponta Porã e Campo Grande, diversas ruas foram alagadas.
Em Ponta Porã e Campo Grande, diversas ruas foram alagadas. - Foto: Marcos Ermínio | Jornal Midiamax.

Nesta quinta-feira (14), pelo menos 66 cidades de Mato Grosso do Sul devem enfrentar temporal e ventos de até 100 quilômetros por hora. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta de queda de granizo para os municípios.

Com alerta de perigo, as cidades podem ter chuvas de até 100 mm de volume durante o dia. O Instituto prevê ventos intensos, de 60 a 100 quilômetros por hora, que podem causar corte de energia elétrica, estragos em plantações e queda de árvores.

Em Campo Grande, desde o início desta manhã, foram registrados diversos pontos de alagamento e cerca de 50 árvores já caíram devido ao temporal. Os ventos intensos também derrubaram árvores em Dourados e Bonito.

Além disso, em Ponta Porã, os leitores do Jornal Midiamaxregistraram a chuva intensa e alagamentos nesta quinta-feira (14).

Confira quais cidades receberam o alerta: Água Clara, Amambai, Anastácio, Anaurilândia, Angélica, Aquidauana, Antônio João, Aral Moreira, Bandeirantes, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Caracol, Camapuã, Campo Grande, Corguinho, Coronel Sapucaia, Corumbá, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Itaquiraí, Ivinhema, Japorã, Jardim, Jateí, Jaraguari, Juti, Ladário, Laguma Carapã, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste, Sete Quedas, Selvíria, Sidrolândia, Tacuru, Taquarussu, Terenos, Três Lagoas, Vicentina.

Jornal Midiamax