Cotidiano

Chuva e vento forte deixam rastro de destruição em vários bairros de Campo Grande

Meteorologia prevê até 30 milímetros de chuva e ventos de 100 km/h nesta quinta

Aliny Mary Dias Publicado em 14/10/2021, às 08h01

Estragos são registrados por toda cidade
Estragos são registrados por toda cidade - Foto: Marcos Ermínio, Midiamax

A chuva volumosa acompanhada de fortes ventos que atingem Campo Grande há mais de 3 horas, desde a madrugada desta quinta-feira (14), é responsável por estragos em vários pontos da cidade. Quedas de árvores, estragos em fachadas de comércios, alagamentos e destelhamento de casas e até quedas de muros são registradas nesta manhã.

Segundo apurado pela reportagem, todas as unidades do Corpo de Bombeiros da Capital estão empenhadas para atender as ocorrências. As mais comuns são quedas de árvores e alagamentos de residências. Até às 8 horas da manhã, pelo menos 46 quedas de árvores foram atendidas pelos bombeiros na Capital.

Os primeiros estragos começaram a ser registrados após as 5 horas da manhã, quando a chuva aumentou de intensidade na Capital. De acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), são previstos mais de 30 milímetros de chuva durante todo o dia, o que deve causar ainda mais estragos na cidade.

[Colocar ALT]
Foto: Leitor Midiamax

No residencial João Alberto Amorim, próximo à Vila Fernanda, um muro inteiro não resistiu à força do vento e ao volume de água e cedeu. Nenhum morador ficou ferido. 

Até o momento, há alagamentos registrados nos bairros Tiradentes, Noroeste, Lageado e Caiobá. As quedas de árvores ocorrem por toda a cidade, e impedem o trânsito e até a saída de moradores de suas casas. Ruas também alagaram na região do bairro Rita Vieira.

Queda no fornecimento de energia também é registrada em vários bairros da Capital, principalmente porque a queda de árvores atinge as fiações que interrompem o fornecimento. Ainda não há um balanço divulgado pela concessionária Energisa sobre quantas unidades estão sem luz nesta manhã.

Um dos casos mais graves registrados até o momento é a queda de uma árvore de grande porte na Avenida Gunter Hans, que atingiu um trator e um carro de passeio. Ambos motoristas tiveram ferimentos leves. Na Avenida Afonso Pena, parte de uma árvore de médio porte também atingiu um veículo e interditou trecho entre a Rio Grande do Sul e a Bahia, mas ninguém ficou ferido. 

Jornal Midiamax