Família nega que Covid-19 matou gerente que passou mal em posto de gasolina

A família de Rogério Fernando Couto de 57 anos que morreu depois de ser levado para uma unidade de saúde da região contesta o resultado dos exames feitos que apontaram que o gerente de serviços gerais teria Covid-19. Ele foi socorrido após passar mal em um posto de gasolina, no bairro Coronel Antonino, em Campo […]
| 19/01/2021
- 12:29
Família nega que Covid-19 matou gerente que passou mal em posto de gasolina
UPA Coronel Antonino terá atendimento pediátrico em todos os períodos - Foto: Jornal Midiamax - UPA Coronel Antonino terá atendimento pediátrico em todos os períodos - Foto: Jornal Midiama

A família de Rogério Fernando Couto de 57 anos que morreu depois de ser levado para uma unidade de saúde da região contesta o resultado dos exames feitos que apontaram que o gerente de serviços gerais teria . Ele foi socorrido após passar mal em um posto de gasolina, no bairro Coronel Antonino, em Campo Grande.

Um dos irmãos de Rogério e conversa com o disse que o gerente não teria morrido em consequência do Covid-19 e que sim de problemas de coração, que sofria. Segundo o homem, Rogério havia sido internado na semana anterior na Santa Casa por causa de problemas no coração e água nos pulmões.

“Agora não podemos nem nos despedir dele por causa desse resultado, que está errado”, disse o irmão de Rogério.

Rogério estava no posto de gasolina, quando por volta das 17 horas desta segunda (18) sofreu uma síncope e foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado para a CRS do Coronel Antonino, mas seu estado de saúde se agravou e acabou morrendo por volta das 18h30.

No registro do boletim de ocorrência consta que alguns familiares foram até a unidade de saúde e relataram que Rogério estava com sintomas gripais e respiratórios. Foi feito, então, o teste de Covid-19 que deu resultado positivo.

Inicialmente, conforme registro do boletim de ocorrência, a profissão informada de Rogério seria serralheiro. No entanto, a família afirma que ele trabalhava como gerente de serviços gerais. A matéria foi alterada para correção da informação às 10h30.

Veja também

Últimas notícias