Cotidiano

Após liberação, Campo Grande pretende aplicar 3ª dose em toda população adulta em 60 dias

Porém, prazo necessita de “cenário ideal” para ser cumprido conforme previsão

Gabriel Neves Publicado em 17/11/2021, às 07h00

Capital possui cerca de 20 mil doses da Pfizer destinadas para aplicação da terceira dose
Capital possui cerca de 20 mil doses da Pfizer destinadas para aplicação da terceira dose - (Foto: Arquivo/Midiamax)

Campo Grande pretende vacinar toda a população adulta com a terceira dose da vacina contra a covid-19 em um prazo de aproximadamente dois meses. A previsão surgiu após a liberação do Ministério da Saúde para a aplicação do imunizante em pessoas acima de 18 anos que já receberam as doses anteriores.

Conforme explicação do secretário de Saúde de Campo Grande, José Mauro Filho, o prazo de 60 dias necessita de um “cenário ideal” para ser cumprido. Ou seja: o município precisa receber os imunizantes sem nenhum tipo de atraso ou intercorrência.

Atualmente, a Capital possui cerca de 20 mil doses da Pfizer destinadas para aplicação da terceira dose. O público apto para receber o reforço é de cerca de 4 mil pessoas na faixa de 59 anos, liberada nesta terça-feira (16). “Pela idade, nós temos cerca de 8 mil pessoas aptas a receber esse imunizante, mas pelo prazo o número cai pela metade”, explica José Mauro.

O titular da Sesau explica que é necessário um prazo de cinco meses após o recebimento da segunda dose para que a pessoa possa receber a terceira dose da vacina — o que gera a redução no número do público. Ainda assim, a expectativa é que novas faixas etárias sejam incluídas no calendário já nos próximos dias.

'Xepa' para terceira dose

Pessoas com 18 ou mais que desejam tomar a terceira dose da vacina podem tentar a sorte com a ‘xepa’. O secretário municipal de Saúde comentou que esse público pode procurar as unidades de saúde em busca do reforço, mas precisam estar dentro dos requisitos determinados, como idade e terem recebido a segunda dose da vacina em um período de quatro meses ou mais.

Vacinação no Estado

Já no cenário estadual, a previsão de imunização de adultos com dose de reforço vai depender dos municípios. O titular da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Geraldo Resende, explica não existir uma estimativa de quando novos públicos serão abertos para receber a terceira dose ou quando ela será aplicada em toda a população adulta de Mato Grosso do Sul.

Resende comenta que a decisão do Ministério da Saúde dá tranquilidade para que o Estado e os municípios trabalhem na aplicação do reforço, mas o avanço da aplicação depende de uma série de fatores. “O calendário e definição das idades que irão receber essa terceira dose ficará a cargo de cada município. O recebimento de doses do governo federal, sensibilização da população e campanha de mídia para vacinação, que já pedimos para o governo federal”, explicou.

Liberação da terceira dose

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (16) que todos os adultos com mais de 18 anos poderão tomar a dose adicional da vacina contra a covid-19. A terceira dose pode ser tomada cinco meses depois da aplicação da segunda dose. Segundo o Ministério da Saúde, a previsão é de que toda a população adulta receba a dose de reforço até maio de 2022.

O Cosems (Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul) explica que os municípios já estão se preparando, com o objetivo de iniciar a aplicação da terceira dose já na quarta-feira (17).

“Todos os municípios já estão se reunindo com suas equipes e traçando as estratégias e, a partir de amanhã, os municípios ofertarão o reforço para pessoas com menos de 60”, explicou o presidente do Conselho, Rogério Leite.

Jornal Midiamax