Primeira frente fria do inverno chega esta semana e deve derrubar temperaturas em MS

Os primeiros dias do inverno deste ano começaram quentes em Mato Grosso do Sul. Mas este cenário deve mudar com a chegada de frente fria na quinta-feira (25), indica previsão do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). A meteorologia prevê que o começo da semana terá temperaturas elevadas, com máximas atingindo 34º em Porto Murtinho, por […]
| 21/06/2020
- 22:57
Primeira frente fria do inverno chega esta semana e deve derrubar temperaturas em MS
Inverno começa a dar as caras no fim desta próxima semana em MS. (Imagem: Marcos Ermínio / Midiamax) - Inverno começa a dar as caras no fim desta próxima semana em MS. (Imagem: Marcos Ermínio / M

Os primeiros dias do inverno deste ano começaram quentes em . Mas este cenário deve mudar com a chegada de frente fria na quinta-feira (25), indica previsão do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

A meteorologia prevê que o começo da semana terá temperaturas elevadas, com máximas atingindo 34º em Porto Murtinho, por exemplo.

Entretanto, o inverno começa a dar as caras na quinta-feira, com a chegada da primeira frente fria da estação, que promete fazer as temperaturas despencarem, principalmente no sul de Mato Grosso do Sul.

A previsão indica que no primeiro dia, a massa de ar fria influenciará o tempo apenas na região sul, onde as mínimas podem chegar a 14ºC em Sete Quedas, por exemplo.

Já em Campo Grande, a mudança no tempo começa na sexta-feira (26), podendo causar pancadas de chuva com trovoadas e temperatura mínima de 16ºC. No sábado (27), os termômetros devem variar entre 15ºC e 20ºC.

Na região sul, a intensidade da frente fria será maior. Sete Quedas, por exemplo, pode registra mínima de 9ºC no sábado.

Toda a região centro-sul de MS terá declínio acentuado nas temperaturas, incluindo e Três Lagoas. Apenas as cidades da região norte que não terão muito mais do que temperaturas máximas mais amenas como Sonora e Pedro Gomes.

Veja também

Folha de pagamento soma R$ 208.899.358,08 para 83 mil funcionários públicos

Últimas notícias