Cotidiano

Dourados intensifica aplicações de testes rápidos de hepatites virais

As aplicações de testes rápidos de hepatites virais será intensifica nesta primeira semana de agosto por meio do Departamento de Vigilância em Saúde e do Programa Municipal de DST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde. Para que sejam alcançados os objetivos propostos, desde segunda-feira (3) até sexta-feira (07), o SAE/CTA (Serviço de Assistência […]

Marcos Morandi Publicado em 05/08/2020, às 07h20

(Foto: reprodução)
(Foto: reprodução) - (Foto: reprodução)

As aplicações de testes rápidos de hepatites virais será intensifica nesta primeira semana de agosto por meio do Departamento de Vigilância em Saúde e do Programa Municipal de DST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde.

Para que sejam alcançados os objetivos propostos, desde segunda-feira (3) até sexta-feira (07), o SAE/CTA (Serviço de Assistência Especializada/Centro de Testagem e Aconselhamento) está realizando os testes rápidos de hepatites B e C. Em livre demanda, os testes são realizados no horário das 07h às 13h, de segunda a quinta.

Já na sexta-feira, dia 07, a instituição estará aberta em horário estendido, das 07h às 17h, com a oferta de testagem rápida e com a disponibilização de uma palestra online ministrada pelo infectologista Pablo Marinho Custódio, médico responsável pelo acompanhamento e tratamento dos pacientes do programa de hepatites de Dourados e da macrorregião, aos acadêmicos do curso de medicina do segundo e terceiro semestres da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

Aurenita Barbosa, coordenadora do Programa Municipal de IST/Aids/Hepatites Virais explica que embora o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais seja 28 de julho, a campanha está sendo realizada nesta primeira semana de agosto e tem o intuito de realizar um maior alcance da população, sem que seja necessário um acúmulo do público em um único evento.

A coordenadora explicaque as ações programadas para a campanha Julho Amarelo visam cumprir metas estabelecidas no PAM (Plano de Ações e Metas) 2020 e têm a finalidade de atender as diretrizes voltadas à política de saúde, em torno das Infecções Sexualmente Transmissíveis.

“O objetivo é conscientizar e mobilizar a sociedade sobre o aumento do número de casos das IST e Hepatites Virais no município de Dourados e região, bem como da vulnerabilidade a que as pessoas se colocam com a prática do sexo sem proteção”, menciona.

As hepatites virais mais comuns no Brasil são as causadas pelos vírus A, B e C. Além destas, existem ainda as hepatites D e E. As hepatites são silenciosas, sendo que na maioria dos casos não apresentam sintomas. Milhões de pessoas no Brasil são portadoras dos vírus B ou C e não sabem.

Hepatite é a inflamação do fígado, que pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. O risco de evolução da doença é a consequência de danos mais graves ao fígado, como cirrose e câncer. Daí é importância da testagem.

Jornal Midiamax