Cotidiano

Cansados de esperar pelo SUS, família busca ajuda para cirurgia de motociclista

Mecânico bateu em veículo, caiu e foi atropelado em BR

Wendy Tonhati Publicado em 05/09/2016, às 15h56

None
4d4f60e7-1d6f-4133-8e3b-e9bf6859903e.jpg

Mecânico bateu em veículo, caiu e foi atropelado em BR

Cansados de esperar pelo SUS (Sistema Único de Saúde), a família do mecânico Edson Silva de Almeida, 28 anos, decidiu usar as redes sociais para tentar conseguir R$ 10 mil necessários para uma cirurgia de gastrostomia. Ele pilotava uma motocicleta na BR-163, bateu em uma caminhonete, caiu na rodovia e ao levantar, foi atropelado por outro veículo. 

A irmã de Edson, Lucimar Silva de Almeida, diz que a cirurgia foi pedida com extrema urgência pelo médico há quatro meses, mesmo assim ainda não conseguiu marcar uma data pelo SUS. “Toda vez que eu vou procurar, me mandam esperar. Já temos três pedidos do médico dele”, afirma. 

A cirurgia é necessária para que o mecânico retire a sonda que usa para alimentação, pelo nariz e seja colocada uma sonda diretamente na barriga, melhorando a alimentação aumentando o ganho de peso e com isso, auxilie a recuperação. O mecânico perdeu os movimentos e a fala e ainda não se sabe se ele vai recuperar os movimentos.

Por conta da demora e da falta de previsão, a família que já paga fisioterapia e neurologia, a família está mobilizada para conseguir ajuda. “Não temos  condições de pagar. Já fazemos um tratamento de fisioterapia particular, porque o SUS não atende fisioterapia particular e o médico não recomenda que ele saia de casa. O neurologista também é particular. Não tem como pagarmos também a cirurgia”

Cansados de esperar pelo SUS, família busca ajuda para cirurgia de motociclistaSegundo a irmã, o acidente aconteceu no dia 17 de janeiro deste ano. Edson seguia pela BR-163, do trabalho na Avenida Guaicurus, para casa no Jardim Anache, quando bateu em uma caminhonete, que conforme Lucimar, teria freado bruscamente. O motociclista caiu e ao levantar, invadiu a pista contrária e foi atropelado por outro carro. 

Quem puder ajudar, pode entrar em contato com Lucimar pelo telefone (67) 99893-4717.

Jornal Midiamax