Cotidiano

Alunos adoecem após tomar água contaminada em escola, denunciam pais

Famílias garantem que laudo constatou contaminação

Midiamax Publicado em 17/03/2016, às 16h01

None
img-20151117-wa0032.jpg

Famílias garantem que laudo constatou contaminação

Dor de cabeça, vômito, dor de barriga e até diarreia. Conforme denúncia encaminhada ao Jornal Midiamax, esses são os sintomas apresentados frequentemente por vários alunos da Escola Municipal Leovegildo de Melo, localizada no km 309 da BR-262, na Fazenda São Miguel, na zona rural de Campo Grande. Em novembro de 2015,  pais e funcionários denunciaram a falta de estrutura do local.

Segundos relatos recentes, um laudo feito em novembro do ano passado, pela Águas Guariroba, mostra que a água está contaminada. Os pais afirmam que até o momento não houve providências a respeito da situação.

"Meus filhos estão doentes. Eles chegam em casa com dor de cabeça, vômito e as vezes até com diarreia. Conversei com várias mães e sei que muitas outras crianças apresentam os mesmos sintomas", diz auxiliar de serviços gerais Sandra Moraes, de 41 anos, mãe de um adolescente de 13 anos e outras três crianças de 10, 8 e 5 anos que estudam na escola.

Segundo a auxiliar de serviços gerais, todos eles já apresentaram os mesmos sintomas. "Eu tenho certeza que isso é por conta da água. Amanhã tem aula e vão consumir essa água de novo. São cerca de 200 alunos tomando água contaminada. Não vou me omitir, vamos ao poder público pedir providências. Não estão pensando nas nossas crianças", lamenta.

O pai, que preferiu não se identificar, também se diz preocupado com a situação. "Meu filho também já ficou doente. Já falamos com o diretor, comunicamos a Semed [Secretaria Municipal de Educação] e ninguém toma nenhuma providência", afirma.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax teve acesso a um documento que comprova que a água não atende aos padrões de potabilidade para os parâmetros: cloro residual livre, coliformes totais, escherichiva coli, cor aparente e turbidez.Alunos adoecem após tomar água contaminada em escola, denunciam pais

Questionada a respeito da análise feita na água da escola, a assessoria de comunicação da Águas Guariroba informou que a escola não é ligada à rede de distribuição e que por este motivo o controle de divulgação de dados sobre a qualidade da água não é de responsabilidade da concessionária.

O documento emitido pela Águas Guariroba foi encaminhado ao vereador Roberto Santana dos Santos (PRB), mais conhecido como Betinho. Procurado para falar a respeito do assunto, ele disse que não se lembrava do fato e que iria levantar as informações com sua assessoria de imprensa.

A equipe de reportagem também encaminhou e-mail para a assessoria de comunicação da Prefeitura para falar a respeito da denúncia, mas não obteve retorno. A titular da Semed, Leila Machado, também foi procurada para esclarecer o assunto, mas a ligação não foi atendida.  

Documento da Águas Guariroba

Jornal Midiamax