Profissionais da saúde irão para a Defensoria Pública auxiliar na demanda do SUS

Objetivo é evitar judicialização de casos
| 09/05/2015
- 00:38
Profissionais da saúde irão para a Defensoria Pública auxiliar na demanda do SUS

Objetivo é evitar judicialização de casos

Por meio de um termo de cooperação assinado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) e pela Defensoria Pública-Geral de Mato Grosso do Sul na tarde desta sexta-feira (8), em Campo Grande, três profissionais, sendo uma bioquímica, uma dentista e uma enfermeira darão suporte para a população usuária do SUS (Sistema Único de Saúde).

O intuito do acordo é minimizar a judicialização de casos que chegam até na instituição. Muitas pessoas, por exemplo, procuram a Defensoria pelo fato de inúmeras vezes não terem acessos a medicamentos especiais, exames ou cirurgias específicas, como em casos de doenças raras.

Conforme informações da assessoria de imprensa da Defensoria Pública, por mês, a instituição recebe 500 solicitações somente na área da saúde. Ano passado, conforme disse o Defensor Público-Geral Paulo Andre Defante, dos 230 mil atendimentos 5% eram para resolver pedidos da área.

“Agora três prestadores de serviços da SES estarão na Defensoria, pois muitos casos podem ser resolvidos prontamente e com eles no local tudo pode ser mais ágil e evitar a judicialização”, comentou Reinaldo.

Veja também

Início está previsto para a segunda quinzena do mês de setembro de 2022

Últimas notícias