Cerca de 26 repatriados da Faixa de Gaza voltaram ao Brasil nesta quarta-feira (15), feriado da Proclamação da República. Em nota, o Governo Federal declarou que a nova etapa da Operação Voltando em Paz desembarcou os passageiros com a aeronave VC-2 Embraer 190, da Força Aérea Brasileira (FAB), aterrissando às 11h20 na Base Aérea de , em Guarulhos.

Desse total, 17 passageiros foram deslocados para um abrigo, no interior de São Paulo. Os outros nove foram encaminhados para suas famílias, que moram na capital do estado. A ação interministerial do governo brasileiro está sendo coordenada pela Senajus/MJSP (Secretaria Nacional de Justiça do e Segurança Pública).

“Uma equipe de assistência acompanhou os repatriados no voo de Brasília para Guarulhos e nos ônibus da cidade até o abrigo, com escolta da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Entre eles, representantes dos ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Social, além, claro, do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Os repatriados tiveram atendimento e alimentação completa durante o voo”, declarou o Ministério de Relações Exteriores.

Os repatriados terão no abrigo acompanhamento psicossocial de 15 a 30 dias e contarão com o apoio de equipes do Ministério da Saúde. Em uma ação intersetorial do SUS (Sistema Único de Saúde), uma articulação com as equipes locais, secretarias estaduais e municipais de Saúde também será feita.

Segundo a União, o abrigo tem quartos individuais, cozinha comum e refeitório. Lá os abrigados terão acesso a alimentação, de português, atividades socioeducativas e acompanhamento psicossocial da equipe do Suas (Sistema Único de Assistência Social).

Os repatriados que deixaram a Faixa de Gaza e chegaram, na noite de segunda-feira (13), receberam atendimento psicológico e médico. Também tiveram a oportunidade de regularização migratória de documentos ao longo da terça-feira (14), no hotel da Base Aérea de Brasília. No total, chegaram ao Brasil 32 pessoas, sendo que 28 ficaram hospedadas no hotel, e quatro foram encaminhadas aos familiares que vivem na capital federal.

Saiba Mais