Brasil

Assassina mostra como arrancou bebê de barriga de grávida

Detalhes do crime bárbaro foram revelados durante reconstituição, nesta quarta-feira

Clayton Neves Publicado em 10/07/2015, às 13h37

None
9tx37eixkt_4t3oicank3_file.jpeg

Detalhes do crime bárbaro foram revelados durante reconstituição, nesta quarta-feira

Uma nova reconstituição do assassinato de Patrícia Xavier da Silva, de 21 anos, que teve o filho retirado da barriga por Gilmária Silva, de 33 anos, foi realizada nesta quarta-feira (8) em Ponte Nova, na Zona da Mata mineira. 

Durante o procedimento, a suspeita demonstrou como cortou a barriga da grávida e arrancou a criança. Ela teria utilizado uma lâmina de barbear para cometer o crime e o delegado Silvério Rocha ainda investiga a participação de outras pessoas.

Além da reconstituição, a Polícia Civil também colheu novos depoimentos de Gilmária, e também do marido dela e de um andarilho que esteve no local do crime no dia em que Patrícia foi morta e que pode ter participação no assassinato.

O taxista que teria levado vítima e autora até o local do crime, uma lavanderia desativada, também foi ouvido pela primeira vez. Entretanto, o delegado não divulgou o teor do depoimento dele.

Gilmária teria atraído a vítima com a promessa de que lhe daria um berço e roupas de bebê. Ao chegar ao local do crime, a suspeita golpeou da grávida com um pedaço de madeira e, em seguida, retirou a criança e fugiu do local. 

O crime teria sido premeditado já que Gilmária estaria fingindo estar grávida para que seu casamento não terminasse. Entretanto, como ela tinha feito um procedimento de laqueadura há alguns anos e não poderia mais ter filhos, ela decidiu roubar a criança da vítima e, depois fingiu ter tido um parto em casa.

Bebê está com avó

Três dias após o assassinato, a Polícia Civil localizou a criança roubada na casa de Gilmária. Ela e o marido disseram ser os pais do bebê, mas a mulher entrou em contradição e acabou sendo detida. Já o marido segue em liberdade.

O bebê foi recolhido e entregue à suposta avó materna, uma vez que o resultado do exame de DNA que poderá comprovar se recém-nascido encontrado com o casal é mesmo o filho de Patrícia ainda não saiu. 

Jornal Midiamax