Toyota lança novo recall para mais 128 mil veículos

A montadora japonesa Toyota anunciou nesta segunda-feira um recall para mais 128 mil veículos com risco de problema no mecanismo de alimentação de combustível. Este é uma ampliação para um recall já existente nos modelos Avalon e RAV4, que somados já dão 934 mil veículos com problemas. “A Toyota anuncia um recall para certos modelos […]
| 02/03/2010
- 03:19
Toyota lança novo recall para mais 128 mil veículos

A montadora japonesa Toyota anunciou nesta segunda-feira um recall para mais 128 mil veículos com risco de problema no mecanismo de alimentação de combustível. Este é uma ampliação para um recall já existente nos modelos Avalon e RAV4, que somados já dão 934 mil veículos com problemas.

“A Toyota anuncia um recall para certos modelos Avalon, de 2007 a 2009, e 4×4 RAV4 equipados com motor 2GR-FE (V6)”, porque a parte plástica ligada ao sistema de injeção de combustível “pode se degradar com o tempo”.

O problema pode “gerar perda de combustível”, um “ruído anormal” ou acionar “a luz do óleo”, informou a montadora.

A Toyota retirou do mercado cerca de nove milhões de veículos no mundo e seis milhões nos EUA desde o fim do ano passado por problemas de aceleração involuntária.

Autoridades americanas e japonesas estão investigando se a Toyota tentou esconder os problemas nos oito modelos que apresentaram o problema de aceleração involuntária.

Na semana passada, o Comitê de Supervisão e Reforma Governamental da Câmara de Representantes americana acusou a montadora de omitir “deliberadamente” documentos sobre casos nos quais alguns de seus veículos capotaram e causaram danos e que tinham sido solicitados em processos judiciais. O comitê disse que chegou a essa conclusão após revisar documentos entregues ao comitê sob citação judicial por um ex-advogado da Toyota.

Também na última semana, o presidente da Toyota, Akio Toyoda, foi ao Congresso americano e pediu desculpas pelos problemas causados pelos veículos defeituosos.

Veja também

Não é surpresa para ninguém que 2021 teve incremento de preços nos produtos e serviços...

Últimas notícias