Primeira morte provocada pela doença na cidade este ano

Uma mulher de 30 anos morreu vítima da gripe H1N1 em , cidade a 338 quilômetros de Campo Grande. Ela é a sexta pessoa que morre por causa da doença em Mato Grosso do Sul. A confirmação foi feita pela Secretaria Municipal de Saúde e é a primeira morte provocada pela doença na cidade este ano.

De acordo com a secretaria municipal, a mulher foi diagnosticada com a doença no dia 13 de abril e começou a apresentar os sintomas da gripe em 30 de março. Já no dia 12 de abril, a paciente foi internada no Hospital da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) e logo depois transferida para UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

De acordo com o Jornal do Povo, a secretaria realizou a coleta de exame, no dia seguinte, e enviou a amostra para um laboratório de Campo Grande, que constatou se tratar do vírus H1N1. Porém, já no dia 15 de abril, às 19h20, a paciente morreu em decorrência da doença.

Em Três Lagoas já foram registrados seis casos suspeitos de gripe. Além de Três Lagoas três pessoas morreram por causa da H1N1 em Campo Grande, uma pessoa em São Gabriel D'Oeste  e outra em Corumbá. Em 2015 sete pessoas morreram por causa da H1N1 e em 2014 foram 29 pessoas que faleceram devido a doença.