Variedades

Muito comuns em Campo Grande, as Quaresmeiras são nativas da Mata Atlântica

Espécie está sempre florida na Quaresma

Tatiana Marin Publicado em 17/02/2018, às 09h11

None

Espécie está sempre florida na Quaresma

Preste atenção, certamente você vê diversas Quaresmeiras pelas ruas de Campo Grande. Esta espécie não é nativa do Cerrado, foi importada do bioma da Mata Atlântica é uma das árvores ornamentais mais plantadas pelos passeios públicos, canteiros de avenidas e praças. Ela recebe este nome pois na Quaresma estão sempre floridas.

De médio porte, a planta é da família botânica Melastomataceae, da qual também pertence o Manacá da Serra. Lembrou que as flores são bem parecidas, não é mesmo? Apesar de ter sido batizada em referência à Quaresma, esta espécie que se adaptou bem ao cerrado, normalmente também mostra suas flores roxas e rosas nos meses de agosto e setembro.

Segundo o botânico e professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Geraldo Damasceno, a Quaresmeira tem porte adequado para a cidade e quando cultivada sempre produz muitas flores. “Elas gostam de lugares com solos arenosos e, quando cultivadas, vão bem em solo fértil”, explica.

A Quaresmeira é uma das árvores indicadas para plantio em passeios públicos.

Muito comuns em Campo Grande, as Quaresmeiras são nativas da Mata Atlântica

Jornal Midiamax