O evento segue até quinta-feira (19)

Cerca de 50 jornalistas, empresários e estudantes de comunicação se reúnem em , a 300 quilômetros de Campo Grande, para discutir a mídia eletrônica no mundo. O “Fórum Mundial de Jornalistas da Mídia Eletrônica” começou nesta segunda-feira (16) e segue até o dia 19 de novembro.

A abertura do evento foi feita pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, pelo secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Athayde Nery, e pelo diretor-presidente da Rádio e TV Educativa (RTVE), jornalista Bosco Martins. Participaram da abertura o empresário Carlos Naegele, sócio-diretor do Jornal Midiamax e o jornalista Antônio Coca.

A distribuição de verbas de publicidade destinada aos veículos de comunicação foi um dos assuntos mais debatidos no primeiro dia do evento. Em sua fala, Naegele reforçou a importância de construir uma redistribuição da publicidade. “Há pesquisas que indicam que cerca de 68% da população de Campo Grande se informa por meio dos veículos eletrônicos. No interior, esse número gira em torno de 56%. Por isso, é importante repensar essa distribuição”, disse. Acrescentou que o melhor controle social da mídia é o fortalecimento dos milhares de portais de notícias do país, promovendo a desconcentração na produção jornalística.

Na manhã desta terça-feira (17), Pansera e Bosco Martins falram sobre os desafios da comunicação instantânea, crimes na internet, princípios socioambientais, controle social, limites da mídia eletrônica, interatividade, HDTV, UHD (Ultra Definição) e outros assuntos.

Ministro, jornalistas e empresários debatem futuro e desafios da mídia eletrônicaO Fórum acontece no salão de convenções do Eco Resort Zagaia e é promovido pela Mídia Brasil Associados (Associação de Jornalistas da Mídia Eletrônica do Brasil). Participam da organização do evento o Comtur (Conselho Municipal de Turismo de Bonito), Abaetur (Associação das Agências de Turismo de Bonito), Bonito Convention e Visitors Bureau, FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), Abaetur (Associação das Agências de Turismo de Bonito), IcmBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).