Sem Categoria

Após Moro contestar, desembargador faz nova alegação e pede imediata soltura de Lula

Após o juiz federal Sérgio Moro alegar neste domingo (8) que não vai soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sem antes consultar o relator do TRF4ª Região João Pedro Gebran Neto, o desembargador Rodrigo Favreto emitiu novo parecer há pouco no habeas corpus pedindo cumprimento imediato da decisão. O desembargador afirma que Lula […]

Evelin Cáceres Publicado em 08/07/2018, às 12h37 - Atualizado às 13h14

O desembargador Rogério Favreto
O desembargador Rogério Favreto - O desembargador Rogério Favreto

Após o juiz federal Sérgio Moro alegar neste domingo (8) que não vai soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sem antes consultar o relator do TRF4ª Região João Pedro Gebran Neto, o desembargador Rodrigo Favreto emitiu novo parecer há pouco no habeas corpus pedindo cumprimento imediato da decisão.

O desembargador afirma que Lula entrou com uma nova petição que alega ‘entraves e retardo no cumprimento da decisão’. A defesa do ex-presidente afirma que não há delegado da Polícia Federal na sede.

“Considerando os termos da decisão proferida em regime de plantão e que envolve o direito de liberdade do Paciente, bem como já foi determinado o cumprimento em regime de URGÊNCIA por “qualquer autoridade policial presente na sede da carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba”, reitero a ordem exarada e determino o IMEDIATO cumprimento da decisão, nos termos da mesma e competente Alvará de Soltura expedido(Evento 6), ambos de posse e conhecimento da autoridade policial, desde o início da manhã do presente dia”, escreve.

“Pelo exposto, determino o IMEDIATO cumprimento da medida judicial de soltura do Paciente, sob pena de responsabilização por descumprimento de ordem judicial, nos termos da legislação incidente”, escreveu.

“Comunique-se os Impetrantes, remetendo a presente decisão à Polícia Federal para imediato atendimento da ordem judicial”, concluiu.

(Com informações de agências) 

Jornal Midiamax