A obra de abertura do novo acesso das Moreninhas, em Campo Grande, já está 5% executada. O prazo vai até dezembro de 2023. O custo do serviço é de R$ 41,3 milhões.

A Anfer Construções e Comércio chegou à fase de macrodrenagem. Segundo a Seilog (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística), o alto volume de chuvas nas últimas semanas impediu o avanço da obra, mas a expectativa é que o tempo firme permita que os trabalhos possam ser realizados com mais fluidez.

Nesta semana, a obra foi vistoriada pelo secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Hélio Peluffo. Ele estava acompanhado de servidores da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), de funcionários da empreiteira, e do vereador José Jacinto de Luna Neto, o Zé da (Podemos).

O diretor de Empreendimentos de Infraestrutura Urbana da Agesul, Pedro Brandão, detalhou o projeto. “O novo acesso às Moreninhas tem nove quilômetros de drenagem, 135 mil m² de pavimentação, ciclovia, acessibilidade, revitalização de alguns trechos de pavimento existentes e trechos de implantação de pavimentação”, pontuou.

Via que liga às Moreninhas, Avenida dos Cafezais está 46% pronta

Também na região sul da Capital, a Avenida dos Cafezais é uma das vias que levam às Moreninhas. Ao custo de R$ 9,5 milhões, a obra já está com 46% de execução.

Com extensão total de 3,2 quilômetros entre a e a Rua Engenheiro Paulo Frontin, a Avenida dos Cafezais passa por de pavimentação, drenagem e restauração, contemplando 1.150,84 metros de duplicação; 1.806,00 metros de drenagem; 13.379,39 m² de asfalto novo; 49.445,33 m² de recapeamento; 3.631,78 m² de reconstrução do pavimento; e instalação de 1.097 metros de ciclovia.

“Aqui estão fazendo a recuperação do asfalto, com reciclagem do pavimento com cimento. É uma tecnologia que a secretaria usa para ter reaproveitamento e um asfalto melhor, com base melhor”, explicou o secretário Hélio Peluffo.

Moreninhas
Na Avenida dos Cafezais, quase metade da obra já foi concluída. (Foto: Chico Ribeiro/Seilog-MS)