Infraestrutura e saúde serão prioridades no orçamento de Mato Grosso do Sul para os próximos 4 anos, foi o que assegurou o vice-governador José Carlos Barbosa, o Barbosinha (PP), durante discussão do texto do PPA (Plano Plurianual) 2024-2027, nesta sexta-feira (7).

“É hora de filtrar para elencar os planos prioritários e os necessários, feito isso, iremos publicar o resultado do PPA, lá estará expressando esse quadro. Eu penso que saúde, educação e segurança pública, são pontos muito colocados pela sociedade. Quando você estabelece prioridades, você vai vendo o sentimento da população, porque as necessidades são infinitas e os recursos finitos. Saúde e infraestrutura estarão ranqueando as prioridades do orçamento do PPA”, enfatizou.

O secretário Pedro Arlei Caravina, da Segov (Secretaria Estadual de Governo e Gestão Estratégica), afirma que muitos pedidos foram feitos para melhorias na infraestrutura, e ouvir a população e as lideranças políticas faz com que o Estado acerte mais e aplique melhor os recursos públicos.

“Você pega a região de Três Lagoas, por exemplo, foi falado muito sobre rodovia. A MS 0-40 e a pavimentação daquela região. Então, cada região tem a sua particularidade que isso vai ser compilado para poder ser apresentado depois dentro da peça. Então, a gente pode falar que saúde e infraestrutura vão ser as prioridades”, disse. “Essa forma de agir faz com que o governo acerte mais e entenda as necessidades”, avaliou.

Solicitações

Conforme os dados do governo do Estado, divulgados em discussão pública do PPA, maior parte da população solicitou a intensificação de agentes de segurança, segurança de fronteira e tecnologia na segurança pública.

Na sequência, foi listada como a segunda principal necessidade, a infraestrutura, sendo 40% das reivindicações para asfalto; 28% rodovia e 8% para estradas vicinais. Por último, a população pediu melhoria no ensino público, com educação em tempo integral, tecnologia na educação e segurança na educação.

Ao todo, 1.149 cidadãos mandaram sugestões de melhorias para o serviço público, contabilizando 1.362. Isso porque, é possível encaminhar mais de uma solicitação por usuário.