O secretário da Sejusp-MS (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul), Antônio Carlos Videira, demitiu um ex-investigador da Polícia Civil. A pena de demissão foi publicada nesta quarta-feira (25) no Diário Oficial do Estado.

À época dos fatos apurados que culminaram na demissão, o servidor ainda era investigador de polícia judiciária. Atualmente, ele consta como aposentado pela Ageprev (Agência de Previdência Social) e recebe o valor bruto de R$ 12.509,69.

O servidor demitido teria ajudado um ex-delegado a desviar gado furtado em 2015. No mesmo ano, ele tentou fugir de cela da Delegacia de Polícia Civil de Rio Verde cavando buracos.

O plano de fuga foi descoberto depois que um policial ouviu barulho de batidas na parede. Com reforço das polícias civil e militar, agentes entraram na cadeia, ocasião em que encontraram buracos na parede da cela 2.

Para cavar os buracos, presos usaram tampas de ferro que protegem os cadeados e dois cabos de vassoura. Os detentos foram transferidos de cela.