Para conter avanço da Covid-19, festas e eventos estão proibidos em Itaporã

Decreto tem validade até 31 de janeiro, mas pode ser prorrogado
| 14/01/2022
- 15:13
Está proibida a realização de festas em Itaporã
Está proibida a realização de festas em Itaporã - Prefeitura Municipal, Divulgação

A prefeitura de Itaporã proibiu a realização de festas e até 31 de janeiro, para conter a disseminação da Covid-19, após aumento gradativo de casos, incluindo a contaminação de profissionais de saúde como médicos e enfermeiros.

O decreto tem validade a partir de 13 de janeiro e está terminantemente proibida a realização de todos os tipos de eventos e , torneios, campeonatos, reuniões de associações, empresas, além de encontros de som automotivo. 

Além disso, festas de aniversário e encontros familiares não podem ter mais de 20 pessoas. O novo decreto exige da população em geral, o retorno do uso da máscara de proteção, em locais abertos e vias públicas do município. 

Também ficam suspensos todos os alvarás de localização e funcionamento aos seguintes estabelecimentos: casas de shows de qualquer natureza; espaços de lazer particulares, sítios com piscina e outros locais destinados ao aluguel para prática de lazer e realização de eventos; estabelecimentos/eventos congêneres com potencial de aglomeração; realização de eventos com venda de ingressos e presença de público.

Segundo a publicação, a validade do decreto é até 31 de janeiro, mas pode ser prorrogado.

Aumento de casos de Covid-19

Nos últimos 10 dias, Itaporã foi de um para mais de 100 casos de Covid-19. Este é o maior número já registrado no município desde o início da pandemia. Segundo a prefeitura, a crescente onda de contágio chegou até profissionais da saúde e médicos, causando um desfalque enorme na equipe e também no combate à doença.

Veja também

TCE-MS cobra, do prefeito William Luiz Fontoura, conhecido como William do “Banco”, o pagamento de uma multa no valor de R$ 3.283,70

Últimas notícias