Em encontro no Rio, Petrobrás afirma que continua com a tentativa de vender a UFN3

O governador Azambuja destacou a importância estratégica desta obra para MS
| 27/01/2022
- 00:50
Divulgação
Divulgação

A continua com a tentativa de vender a (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III), localizada em Três Lagoas, cidade a 326 quilômetros de Campo Grande. De acordo com o Governo do Estado, a empresa trabalha para que a negociação tenha um desfecho. A afirmação foi feita pelo presidente da Petrobras, General Joaquim Silva e Luna ao governador Reinaldo Azambuja, em reunião na sede da empresa no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (26). 

O governador Azambuja destacou a importância estratégica desta obra para MS. "Apresentamos a importância deste empreendimento tanto para recuperação da economia no município como da autossuficiência que a fábrica poderá trazer em fertilizantes dado que MS é um estado altamente dependente do insumo. Ele nos adiantou que a empresa trabalha para trazer novidades importantes sobre a negociação da fábrica", salientou o governador.

Avaliado em mais de R$ 3 bilhões, o megaempreendimento  foi paralisado em dezembro de 2014 e desde então a Petrobras busca vender o ativo. De acordo com o executivo estadual,  solução para a UFN3 com a retomada da obra e sua conclusão é um ponto de honra e de importância estratégica para Mato Grosso do Sul.

Ainda segundo o Governo de Mato Grosso do Sul, a UFN3 vai contribuir para redução da importação de fertilizantes. Atualmente, em média, cerca de 85% dos fertilizantes usados no Brasil são importados. A meta do governo federal é reduzir a importação em torno de 60% do insumo.

 

Veja também

Este é o terceiro termo aditivo assinado pela prefeitura de Terenos

Últimas notícias