Com sentença do TCE-MS, diretório do PT de Pedro Gomes pode ficar sem verbas para campanha

O presidente afirmou que foi pego de surpresa e irá tentar a regularização do partido
| 01/02/2022
- 19:11
Município decretou medidas para conter Covid-19
Foto: Reprodução.

O diretório municipal do PT (Partido dos Trabalhadores) em Pedro Gomes não prestou contas partidárias de 2020, afirma sentença do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Mato Grosso do Sul. Com isso, poderá ser impedido de receber verbas para novas campanhas.

A sentença foi publicada no DJE-MS (Diário da Justiça Eletrônico do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso do Sul) nesta terça-feira (1º).

Segundo o texto, foi comprovada ausência de prestação de contas partidária anual pelo Partido dos Trabalhadores de Pedro Gomes, referente ao exercício financeiro do ano de 2020.

Assim, o diretório municipal ficará “impedido de receber quota de Fundo Partidário e do Fundo Especial de de Campanha”. A restrição é válida ‘até a efetiva apresentação das contas’.

Pegos de surpresa

Ao Jornal Midiamax, o presidente do diretório municipal do PT, Teodoro de Carvalho, afirmou sobre a sentença: “complicou, porque achei que estava tudo certo”. O representante da legenda em Pedro Gomes disse que acreditavam “que estivesse regularizado”.

Ele afirma que conversou com o contador do diretório “ano passado [e] ele falou que estava tudo certinho”. Mariano lembra que, quando assumiu o partido municipal, regularizou as contas.

“A gente conseguiu regularizar depois que nós assumimos, sou presidente do diretório aqui, tínhamos umas pendências e vimos com contador”, relembrou. Agora, afirmou que a legenda deve correr atrás da regularização novamente para receber novos recursos.

Veja também

Licitação foi dada como fracassada no Diário Oficial da União

Últimas notícias