Após publicar com erros, a Prefeitura de Campo Grande divulgou a lista de 533 servidores da GCM (Guarda Civil Metropolitana) novamente nesta segunda-feira (8). A relação está disponível a partir da página 15.

Entre os erros na primeira vez que o edital foi publicado, havia promoção de servidor que faleceu, por exemplo. Em nota no mesmo dia, o município confirmou a existência de erros na numeração de servidores. Em outro trecho o número ‘pulava’ do 139 para o 142 e do 148 para o número 212. Outro fato que chamou a atenção é a promoção do servidor que faleceu com problemas cardíacos em novembro de 2020. Nesta segunda-feira, o município informa que a republicação foi feita por ‘incorreções.

O documento assinado pelo prefeito, estabelece progressão funcional para 533 guardas civis, prevista no Plano de Cargos e Carreiras aprovado na Câmara em agosto de 2019, com prazo de 60 dias para implementação. Todavia, na prática, é a assinatura desta quinta-feira que se passa a dar cumprimento ao dispositivo.

A assinatura reflete na progressão salarial de aproximadamente 23% para os 533 guardas beneficiados, que aguardavam a medida há cerca de 11 anos. O termo também estabeleceu mudança na natureza da bolsa alimentação, que passará a ser considerada uma espécie de abono, ainda no valor de R$ 290, de forma a não impactar o teto de gastos com pessoal pelo Executivo.