Política / Transparência

Cobrança de pedágio da MS-306 pode começar em abril, mas depende de aval do governo, diz concessionária

A concessionária Way 306, que administra a rodovia MS-306, deve começar a cobrar a tarifa de pedágio em abril. A taxa pode até ser cobrada antes, mas depende de autorização da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos). Nesta semana, o Governo do Estado autorizou a desapropriação de áreas para a construção de mais […]

Adriel Mattos Publicado em 07/01/2021, às 12h19 - Atualizado às 12h31

Foto: Divulgação, Way 306
Foto: Divulgação, Way 306 - Foto: Divulgação, Way 306

A concessionária Way 306, que administra a rodovia MS-306, deve começar a cobrar a tarifa de pedágio em abril. A taxa pode até ser cobrada antes, mas depende de autorização da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos).

Nesta semana, o Governo do Estado autorizou a desapropriação de áreas para a construção de mais duas bases operacionais e praças de pedágio. A previsão é concluir as obras em abril. Só após a vistoria da Agepan que o consórcio poderá cobrar o pedágio.

Serão três praças ao longo da rodovia. Já as bases operacionais e o serviço de atendimento ao usuário devem entrar em operação em 22 de janeiro. Nesta data, o canal telefônico também vai estar ativo.

A tarifa de pedágio fixada no edital foi de R$ 8,72. Porém, esse valor pode ser reajustado com anuência da Agepan. 

A rodovia foi privatizada em 2019 e o consórcio vencedor terá a concessão por 30 anos. O contrato de R$ 1,7 bilhão foi assinado em março de 2020 e a concessionária assumiu a administração um mês depois.

Jornal Midiamax