Política / Transparência

Após reabrir escolas, prefeitura de MS libera aulas 100% presenciais na rede particular

Volta das aulas 100% presenciais em Três Lagoas vale também para escolas técnicas, profissionalizantes e similares

Humberto Marques Publicado em 08/10/2021, às 16h41

Rede Municipal de Ensino de Três Lagoas retomou aulas 100% presenciais em 4 de outubro
Rede Municipal de Ensino de Três Lagoas retomou aulas 100% presenciais em 4 de outubro - PMTL/Divulgação

Decreto assinado pelo prefeito Ângelo Guerreiro (PSD) e publicado nesta sexta-feira (8) no Diário Oficial dos Municípios de Mato Grosso do Sul autoriza os estabelecimentos de ensino de Três Lagoas –a 338 km de Campo Grande. A medida veio dias após o Governo do Estado autorizar os estudantes a lotarem as salas de aula na REE (Rede Estadual de Ensino) e de, nesta semana, a própria Rede Municipal seguir a mesma medida.

O decreto 334/2021 autoriza o retorno das aulas totalmente presenciais nas escolas particulares, técnicas, profissionalizantes e similares de Três Lagoas, mediante o cumprimento de medidas de biossegurança para conter o novo coronavírus.

Entre as exigências está o uso de máscara por todos os estudantes e funcionários, aferição de temperatura no interior da unidade e higienização das mãos com álcool em gel 70º, entre outras. A fiscalização das medidas caberá aos órgãos de Segurança Pública, Vigilância Sanitária e o Comitê Municipal de Monitoramento da Implantação do Protocolo de Volta às Aulas.

Reme de Três Lagoas retornou com aulas 100% presenciais

A Reme (Rede Municipal de Ensino) de Três Lagoas retomou o ensino 100% presencial na segunda-feira (4), abrangendo mais de 16 mil estudantes. Com a medida, as aulas remotas passaram a ser admitidas apenas em situações excepcionais e comprovadas com laudo médico que ateste a necessidade de isolamento do aluno.

Com o ensino híbrido (presencial escalonado e remoto), 76% dos estudantes passaram a comparecer às escolas municipais e 73% dos alunos matriculados em CEIs (Centros de Educação Infantil) retornaram às creches.

Angela Brito, secretária de Educação e Cultura, justificou a medida com a melhora no perfil epidemiológico de Três Lagoas, mediante o avanço da vacinação contra a Covid-19 e redução de casos positivos –nesta sexta-feira (8), a Saúde Municipal confirmou 20 novos casos e 4 pacientes internados, um deles em UTI, e nenhum óbito.

Apesar do retorno, foram estabelecidas algumas exceções. Crianças de 0 a 3 anos não são obrigadas a retornar ao presencial, desde que os pais ou responsáveis abram mão das vagas no CEI em que estiverem matriculados. Já estudantes de 4 a 17 anos devem retornar à escola, inclusive na zona rural. Todas as unidades seguem medidas de biossegurança, informou a assessoria.

Jornal Midiamax