Política / Transparência

Instituto é contratado por R$ 4,2 milhões para gerir Hospital Regional de Dourados

Em caráter emergencial e sem licitação, a SES (Secretaria de Estado de Saúde), contratou o Instituto Acqua por R$ 4.296.600,00, para administrar o Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados, distante 233 quilômetros de Campo Grande, por seis meses. A publicação no Diário Oficial desta terça-feira (10), dispensa o chamamento público e contrata o Instituto […]

Renata Volpe Publicado em 10/12/2019, às 09h12 - Atualizado às 14h44

Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados, atende pacientes de 34 municípios. (SES, Divulgação)
Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados, atende pacientes de 34 municípios. (SES, Divulgação) - Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados, atende pacientes de 34 municípios. (SES, Divulgação)

Em caráter emergencial e sem licitação, a SES (Secretaria de Estado de Saúde), contratou o Instituto Acqua por R$ 4.296.600,00, para administrar o Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados, distante 233 quilômetros de Campo Grande, por seis meses.

A publicação no Diário Oficial desta terça-feira (10), dispensa o chamamento público e contrata o Instituto para gerenciar, operacionalizar e executar as ações e serviços de saúde no Hospital Regional de Cirurgias.

Segundo o secretário de Saúde, Geraldo Resende, o Instituto já gerenciava o hospital. “A PGE apontou que eu poderia fazer o chamamento emergencial por mais 6 meses”, afirmou. 

Conforme a publicação, o prazo da contratação é improrrogável de até 180 dias, ou seja, seis meses. O Instituto Acqua também administra o Hospital Regional de Ponta Porã, Dr. José de Simone Netto. A OS (Organização Social) assumiu a administração do H.R em março deste ano, após o Instituto Gerir, apresentar problemas até mesmo para pagar servidores. 

Dourados

O Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados foi entregue em 2015 e ficou com as portas fechadas por dois anos. O hospital tem objetivo específico de realizar demandas de média e baixa complexidade, o que não é feito no município. O Hospital de Cirurgias eletivas atende 34 municípios da região, tem 27 leitos e capacidade para realizar 220 cirurgias mensais, nas especialidades de Cirurgia Geral, Ortopedia, Ginecologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Vascular e Oftalmologia.

Jornal Midiamax