Prefeitura autoriza locação de máquinas que pode custar até R$ 59 milhões

Extrato do contrato foi publicado nesta quarta
| 19/04/2017
- 19:24
Prefeitura autoriza locação de máquinas que pode custar até R$ 59 milhões

Extrato do contrato foi publicado nesta quarta

A Prefeitura de Campo Grande publicou nesta quarta-feira (19) no Diário Oficial o extrato da ata de registro de preços para contratação de empresa de locação de máquinas pesadas, caminhões, ônibus, veículos leves e equipamentos para execução de serviços. As empresas fornecerão os equipamentos locados por até um ano à administração, e o custo pode chegar a R$ 59 milhões.

A ata atenderá a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) e a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia) O valor de referência da licitação era de R$ 68 milhões, com a locação de mais de 300 máquinas.

Quatro empresas irão fornecer as máquinas para a Prefeitura, ao longo de doze meses. Ao todo, os preços registrados propostos pelas locadoras chegam a R$ 59 milhões, incluindo custos com combustível, operadores, motoristas, alimentação, translado e manutenção do maquinário.

A empresa que mais foi beneficiada com a licitação foi a JR Comércio e Serviços Ltda, que irá fornecer quatorze dos diferentes tipos de máquina para a Prefeitura. A empresa pode receber até R$ 34,6 milhões com a locação das máquinas por um ano.

Já a MS Brasil Comercios e Serviços Ltda poderá receber R$ 15,5 milhões com o aluguel de máquinas do tipo pá-carregadeira, mini-retroescavadeira e caminhão basculante truck.

A Rubitur Locações e Transportes, que venceu os dois primeiros lotes para locação de ônibus urbano e micro ônibus, pode receber até R$ 2,5 milhões com o aluguel de doze veículos por um ano. Ela foi a que menos venceu lotes da licitação.

Outra transportadora, a Via Berrini Turismo e Eventos Eireli, pode ser beneficiada com até R$ 2,9 milhões pelo aluguel de veículos hatch e vans para transporte com capacidade de 12 e 18 passageiros.

Os lotes fracassados foram os da locação de caminhão Munck, retroescavadeira, rolo pneu pé de carneiro, trator roçadeira articulada de arrasto, trator roçadeira hidráulica, caminhão baú três quartos e caminhão carroceria três quartos.

Assinaram a ata os empresários Maria das Graças Macedo, Leonardo de Paula Maravieski, Edcarlos Jesus Silva, Jeferson Benites Cardoso e Otiniel Rodrigues Silva.

Veja também

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) anunciou mais uma mudança do...

Últimas notícias