Recursos devem ser cobrados pela Prefeitura

O hospital Nossa Senhora Auxiliadora, de , distante 338 quilômetros de Campo Grande, deverá devolver ao município R$ 91.654,42, segundo decisão do Tribunal de Contas da União, divulgada nesta quinta-feira (7) no Diário Oficial da União.

A devolução deverá ser feita porque o hospital não apresentou prontuário médico-hospitalar comprovando as despesas cobradas ao município em recursos do SUS. O valor é atualizado e foi auditado por médicos do Denasus.

Outro acórdão do Tribunal foi suspenso porque o Hospital conseguiu provar na Justiça Federal que os valores referentes a esta outra cobrança foram utilizados em atendimentos.

O contrato com o hospital foi feito na gestão da então prefeita Simone Tebet e a parceria já foi questionada pelo Ministério Público Federal também pela não comprovação da utilização de repasses de recursos do SUS.