Política / Pimenta

App do Esquema: corrupção em Mato Grosso do Sul repete tática antiga, mas na versão mobile

Até testadores falsos inflando avaliações nas lojas de aplicativos são usados para tentar justificar preço

Da Redação Publicado em 05/08/2021, às 09h00

Clique para ganhar: corruptos estariam repetindo tática antiga em MS, sem ninguém questionar
Clique para ganhar: corruptos estariam repetindo tática antiga em MS, sem ninguém questionar - (Ilustração sobre reprodução, Web)

A corrupção em Mato Grosso do Sul definitivamente não tem criatividade. Na certeza de que quem deveria fiscalizar vai fazer vista grossa, repetem tática antiga para desviar recursos em contratos que superfaturam serviços descaradamente.

Estariam agora usando a 'versão mobile' do esquema, mas mantendo o mesmo descaramento que a certeza da impunidade causa. Indícios da fraude saltam aos olhos de todos. Menos, aparentemente, das instituições de controle.

Segundo servidores, até funcionários da empresa contratada são colocados em órgão público para usar celular do público e inflar as avaliações de aplicativo nas lojas oficiais. Uma tentativa de justificar a fortuna que, dizem, passa pelo CNPJ já com destino certo de olho em 2022.

No entanto, regionalmente pouco ou nenhum esforço investigativo estaria em andamento.

Capachismo favorece corrupção em Mato Grosso do Sul

Apesar dos indícios e flagras em investigações de fora, por aqui galera continua se fazendo de idiota para manter a servidão que caracteriza alguns órgãos. Cara de pau dos bajuladores que disputam benesses e indicações na base da inércia, conivência e blindagem irrita até colegas de instituições análogas em âmbito nacional.

Quando provocados, os servidores de altíssimos salários vocacionados para capacho apelariam para arquivamentos com alegações mais vergonhosas possíveis ou acordos que oficializam a servidão e descaso com a honra da carreira.

Enquanto isso, dá-lhe dinheiro do contribuinte para pagar a suposta 'appificação da corrupção' em Mato Grosso do Sul.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax