Após audiências no MPT, Solurb suspende demissão de 120 trabalhadores

 Trabalhadores que atuam no serviço de varrição das ruas
| 01/04/2017
- 05:09
Após audiências no MPT, Solurb suspende demissão de 120 trabalhadores

 Trabalhadores que atuam no serviço de varrição das ruas

Após audiências no MPT (Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul), a Prefeitura e a   Soluções Ambientais suspenderam a demissão de 120 trabalhadores que atuam no serviço de varrição das ruas de Campo Grande. 

A medida, de acordo com o Ministério Público do Trabalho, resulta de um compromisso  com os trabalhadores, incluindo ex-catadores de materiais recicláveis, após duas audiências realizadas.  

"Agradecemos o empenho das instituições envolvidas nesse processo – Solurb, Município de Campo Grande, Fundação Social do Trabalho de Campo Grande e Sindicato do Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação – em buscar uma solução que respeita a dignidade conferida a esses trabalhadores", disse o procurador do trabalho Paulo Douglas Almeida de Moraes, que presidiu a audiência.

Na reunião, a concessionária informou que será feita uma escala com os trabalhadores que desejarem serem dispensados e receberão as verbas rescisórias típicas . A Solurb e o Município de Campo Grande também se comprometeram a obter outras alternativas para equilibrar eventuais cortes no repasse de recursos.   

Atualmente, a Solurb emprega em torno de 1.250 funcionários nos serviços de varrição de vias, coleta, transporte e destinação final de resíduos domiciliares, pintura de meio fio, capina, roçada e raspagem manual e mecanizada de passeios, entre outros.

Veja também

Últimas notícias