Política / Bastidores

BASTIDORES: Férias para conter gastos na prefeitura

Férias geral Para conter gastos, prefeitura de Amambaí dará férias coletivas aos servidores municipais entre os dias 16 e 31 de julho. O expediente dos órgãos da administração pública ficará suspenso nesse período, com exceção dos serviços essenciais. Do contra Leia também: [ BASTIDORES ] Vem de zap [ BASTIDORES ] Golpe do Whats vira […]

Da Redação Publicado em 13/07/2018, às 06h00 - Atualizado em 19/07/2018, às 18h18

None

Férias geral

Para conter gastos, prefeitura de Amambaí dará férias coletivas aos servidores municipais entre os dias 16 e 31 de julho. O expediente dos órgãos da administração pública ficará suspenso nesse período, com exceção dos serviços essenciais.

Do contra

Único vereador a votar contra a criação do Procon municipal de Campo Grande, o vereador Vinícius Siqueira tem atrapalhado decisões unânimes. Depois, ele até brincou com essa marca dele. “Não sou a ovelha negra, sou a ovelha gorda”.

Defesa

Siqueira justificou sua posição dizendo que o novo órgão vai gerar mais custos para a máquina pública e que ele luta por um “estado menor”.

Mudança

Um dos colegas parlamentares, ao saber da justificativa, brincou com a situação. “Se ele quer um estado menor, então que mude para o Acre”

Indefinição

Ainda no campo das brincadeiras. Um outro vereador fez piada com o fato de o seu partido não saber com quem irá se coligar e ser alvo de perguntas sobre o assunto. ” Vamos mudar de nome, não tem o ‘Podemos’, então, seremos o ‘Não Sabemos'”, disparou.

Necessidade ou bom gosto?

A prefeitura de Três Lagoas licitou a compra de misturas para bebidas quentes, em atendimento as ‘necessidades’ da câmara. Nessa brincadeira serão gastos R$ 38 mil em mistura para cappucino e R$ 22 mil em chocolate em pó.

Em boa hora

Para o PTC, a absolvição de Delcídio do Amaral foi providencial, veio em hora boa. O partido vai fazer de tudo para agradar o ex-senador na tentativa de eleger o político novamente no Senado.

Eu pediria

Ainda sobre o ex-senador, tem ex-jurista tão satisfeito com a inocência do Delcídio que até deve sugerir para que ele ajuíze pedido de danos morais por ter perdido o mandato e ter sido preso.

Contra o tempo

Agora, o ex-senador inicia uma corrida contra o tempo para que consiga voltar a ser ficha limpa até o dia 15 de agosto, prazo final para registro de candidaturas.

Na mão do juiz

Os transexuais que quiserem se candidatar para as eleições de outubro, e que não cumpriram prazo para incluir nome social no título de eleitor, terão o gênero definido por um juiz. O magistrado eleitoral é quem vai definir se o candidato é do gênero feminino ou masculino.

Jornal Midiamax