O (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) julgou as contas do diretório estadual do Pros (Partido Republicano da Ordem Social) como não prestadas. A decisão consta no DJEMS (Diário da de Mato Grosso do Sul) da segunda-feira (6), disponibilizado nesta quarta-feira (1º).

Conforme a publicação, as contas não prestadas são do pleito de 2022. O Ministério Público Eleitoral emitiu parecer favorável pelo julgamento das contas como não prestadas.

Com a decisão do TRE-MS, o diretório estadual perdeu o direito ao Fundo Partidário e do FEFC (Fundo Especial de de Campanha). Consta na matéria que o relator do processo de prestação de contas foi Ricardo Damasceno de Almeida.

Saiba Mais