Secretário geral e tesoureiro do Partido Progressistas em Mato Grosso do Sul, Marco Aurélio Santullo deixou cargo no governo estadual para se dedicar a articulação política em torno das eleições de 2024. A sigla, comandada pela senadora Tereza Cristina, pretende ampliar sua estrutura.

Ao Jornal Midiamax, Santullo confirmou que sua saída da presidência da Funtrab (Fundação do Trabalho), no dia 20 de abril, reflete os interesses do partido na articulação das campanhas de prefeitos e vereadores. “A ideia é essa. Estamos fazendo parcerias e conversando muito”, destacou.

Sob coordenação da senadora, conforme o tesoureiro e secretário geral da legenda, eleições dos diretórios municipais estão sendo organizadas. Na agenda, ainda se prevê o diálogo com deputados, assim como o ex-governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB).

Santullo, inclusive, foi secretário especial da Casa Civil na gestão do tucano. Ele deixou o cargo para ser candidato, mas desistiu e acabou atuando como articulador do partido. Retornando a essa função, nesta terça-feira (25), acompanhou ao lado do deputado federal , em (DF), a eleição de Tereza Cristina a vice-presidência nacional da legenda.

Ampliado

Em Mato Grosso do Sul, o Progressistas conquistou espaços importantes nas últimas eleições. Hoje, além da senadora Tereza Cristina, a sigla tem Luiz Ovando na Câmara dos Deputados, o presidente da Assembleia Legislativa e o deputado Londres Machado, bem como o vice-governador José Carlos Barbosa, o Barbosinha.

Mudanças em cargos do PP

A gestão de faz a primeira troca de nomeados do primeiro escalão na quinta-feira (20) e as mudanças afetaram cargos de nomes ligados ao PP.

O primeiro é Ademar Silva Júnior que passou de secretário-adjunto da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), cargo com símbolo CCA-00 e salário de R$ 33.689,16, e foi nomeado para diretor-presidente da Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul), que tem símbolo CCA-01 e remuneração mensal de R$ 28.401,90.

Em seu lugar, Riedel nomeou Walter Benedito Carneiro Júnior, que chegou a concorrer nas últimas eleições para deputado federal, ficando como primeiro suplente do PP. Ele obteve 39.860 votos no pleito. Antes, Carneiro Júnior comandou a Sanesul (Empresa de Saneamento de MS).

Na mesma publicação, saiu a exoneração de Santullo da Funtrab.