O ex-presidente adia viagem a Mato Grosso do Sul após internação do Zeca do PT. Além disso, desejou pêsames pelo falecimento do deputado Amarildo Cruz, que sofreu parada cardíaca nesta sexta-feira (17).

Além do deputado Zeca, o ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo e ex-conselheiro da Itaipu Binacional, articula a . “Informo que em função da necessidade de o Governador Zeca repousar por uns dias, o presidente Temer decidiu adiar a visita que faria a MS no dia 22/03”, afirmou Marun.

Assim, disse que o encontro segue adiado “até que o mesmo [Zeca] esteja com sua saúde plenamente recuperada, o que ele [Temer] deseja que aconteça com a maior brevidade possível”.

“O Presidente Mariito que estaria em MS nesta data também adiou sua visita”, complementou. Por fim, pediu ao Marun que “transmitisse aos sul-mato-grossenses o seu pesar pelo repentino falecimento do deputado Amarildo Cruz”.

Visita neste mês

O ex-presidente da República, Michel Temer (MDB), viria a Mato Grosso do Sul em 22 de março para visitar a obra de construção da ponte entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta, no Paraguai, parte da Rota Bioceânica.

Temer deverá ir a Porto Murtinho e há a expectativa dele se encontrar com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benitez, no canteiro de obras. A Alems (Assembleia Legislativa do Estado de MS) homenageará o ex-presidente.

“Dia 22 o ex-presidente Temer se desloca cedo a Porto Murtinho para se encontrar com o presidente paraguaio e visitar a construção da ponte. À tarde, estarão nesta Casa para serem homenageados”, afirmou Zeca.

Marun disse ao Jornal Midiamax que convidou Temer a vir ao Estado após o deputado propor a criação da Frente Parlamentar em Defesa da Rota Bioceânica.

“Em visita ao presidente Temer na segunda-feira articulei esta viagem. O presidente [Temer] irá no mesmo dia até Porto Murtinho e visitará as obras da ponte. No mesmo dia ele informou ao presidente Marito [apelido de Mario Abdo Benitez] que é provável que eles se encontrem no canteiro das obras que estão sendo realizadas na margem paraguaia”, relatou.

Saiba Mais