O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) segue internado no Proncor com estado de saúde extremamente preocupante e inspirando cuidados. Após recomendação médica, a família optou por não transferi-lo para hospital em .

Conforme informou a assessoria de imprensa do deputado, Amarildo segue ‘lutando pela vida’. “Continuamos contando com as orações que até agora têm surtido efeito e ajudando nosso deputado nessa luta”, diz nota da imprensa.

Mais cedo, equipe do deputado havia confirmado a morte, mas a informação foi corrigida pela direção do hospital e chefe de gabinete, Paulo Barbosa, relatou que ele seguia internado.

Vereadores da Câmara Municipal de chegaram a fazer 1 minuto de silêncio e encerrar a sessão, após a informação da morte ser inicialmente confirmada por integrantes da equipe de Amarildo.

Segundo o deputado (PT), a família tinha o interesse de transferir o parlamentar para São Paulo, mas os disseram à família que Amarildo poderia “não aguentar” a viagem.

Ainda conforme o deputado petista, o estado de saúde de Amarildo se agravou “muito rápido” entre quarta e esta quinta-feira. “Uma bactéria atingiu o pulmão e o coração”.

Internado com miocardite

Amarildo deu entrada na unidade ainda na madrugada. No fim daquele dia, o parlamentar teria sofrido uma parada cardiorrespiratória e precisou ser reanimado. O petista foi intubado e passou por diálise, conforme apuração do Jornal Midiamax. Ele teria um quadro de miocardite.

O gabinete do parlamentar não divulgou anteriormente detalhes do estado de saúde, e a família apenas relatou que Amarildo estaria estável e sendo tratado com antibióticos.

O petista está no quinto mandato, chegando a ir à (Assembleia Legislativa do Estado de MS) por duas vezes como suplente. Divorciado, é pai de três filhos.