Na segunda-feira, 16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação, a deputada estadual Gleice Jane (PT) fará uma audiência pública sobre os “Caminhos para uma alimentação saudável e sustentável”. O evento terá início às 13h, no auditório da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), no Parque dos Poderes, em Campo Grande. 

Para a parlamentar, a necessidade de promover uma alimentação saudável para todas e todos tornou-se imprescindível com o crescimento das doenças crônicas, a maioria relacionadas à dieta no Brasil e no Mato Grosso do Sul. Somado a isso, a ocorrência de problemas alimentares, como intolerâncias e alergias, precisa ser analisada de forma aprofundada. 

A deputada relata que a questão tem sido debatida frequentemente nas escutas do mandato junto aos movimentos sociais. “Quais foram os problemas de saúde que a população passou a desenvolver nos últimos anos?”, questiona a deputada, sobre as preocupações com a saúde humana. Dentre os pontos de atenção, ela questiona qual seria a interferência do uso de agrotóxicos na saúde das pessoas. 

Dados preocupam

No último mês, a deputada abordou os resultados de uma pesquisa conduzida pela Embrapa Oeste, que analisou os níveis de poluição no Rio Dourados, devido à presença de agrotóxicos. Segundo o relatório, a pesquisa considerou 46 agrotóxicos dos mais utilizados em MS, dos quais 33 foram encontrados nas águas do rio Dourados. 

Ela pontuou a necessidade de estudos mais aprofundados para entender os efeitos combinados dessas substâncias. Também apontou a carência ou subnotificação dos dados sobre a situação em outras áreas do Estado de Mato Grosso do Sul.

Para a deputada Gleice, em um estado de destaque na agropecuária, como Mato Grosso do Sul, é imperativo que haja atenção ao equilíbrio entre a produção de alimentos saudáveis aliados à sustentabilidade. “A audiência pública com o tema ‘Dia Mundial da Alimentação: Caminhos para uma Alimentação Saudável e Sustentável’ é uma oportunidade única para unir esforços, compartilhar conhecimento e estabelecer políticas públicas que direcionem Mato Grosso do Sul, e o Brasil, para um futuro onde a saúde e a sustentabilidade caminhem juntas”, enfatizou a deputada estadual.