Semana política de MS teve agenda de pré-candidatos, debate sobre diesel e prefeito internado

| 14/05/2022
- 08:04
Felipe Neto cobrou posicionamento de Beto Pereira
Felipe Neto cobrou posicionamento de Beto Pereira

A semana política no MS encerrou com movimentações partidárias dos pré-candidatos ao Governo no interior, mas também teve bafafá com esposa de deputado federal debochando de ameaça feita contra mãe de youtuber, até ex-prefeito reduzindo pena por lavagem dinheiro.

Para quem duvidava que () comandaria a campanha de Eduardo Riedel (PSBD), o presidente do diretório tucano do MS pediu exoneração do cargo de secretário da Casa Civil e segue empenhado em eleger o pré-candidato ao Governo.

Além disso, Eduardo Rocha (MDB) foi diagnosticado com Covid, mas não deixou de participar das sessões plenárias na Assembleia Legislativa. Ainda tem a incerteza do PSDB em questão do palanque presidencial. Será que puxa Dória ou Bolsonaro?

Diagnosticado com pneumonia, o prefeito de Cassilândia precisou ser transferido para Hospital em Ribeirão Preto, mas o susto passou e chefe do executivo está com quadro clínico estabilizado, sendo monitorado pela equipe médica.

E para encerrar, a realização da eleição suplementar de Angélica registrou cinco candidatos e as coligações são surpreendentes, tem partido de centro-esquerda com direita e declarados extrema-direita com esquerda.

Veja também

Proinc atende pessoas vulneráveis sociais em Campo Grande

Últimas notícias