Relator de comissão que investiga execuções na Amazônia, Nelsinho quer ouvir ministro da Justiça

Senador de Mato Grosso do Sul também tentará ouvir Unijava e diretor da Polícia Federal na quarta-feira
| 21/06/2022
- 09:58
Relator de comissão que investiga execuções na Amazônia, Nelsinho quer ouvir ministro da Justiça
Nelsinho Trad foi eleito relator da Comissão Externa, criada na segunda-feira (Divulgação Senado Federal)

Relator da Comissão Temporária Externa Norte, que investigará as execuções do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips que envolvem a falta de segurança na região amazônica, o senador de Mato Grosso do Sul Nelsinho Trad (PSD) quer ouvir já nesta quarta-feira (22) o ministro da Anderson Torres.

Também está prevista a tentativa de ouvir representantes da Unijava (União dos Povos Indígenas do Vale do Javari) e o diretor da Polícia Federal. Para Nelsinho, é importante discutir durante a comissão as questões de segurança locais como um todo. “Estou impressionado com a demanda dos diferentes parlamentares da região. São 8 países que fazem parte do território”, explicou.

A comissão foi instalada no Senado na segunda-feira (20). Os parlamentares também escolheram Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (PT-ES) para presidência e vice-presidência.

De acordo com o senador Nelsinho Trad, a comissão tem ainda por objetivo apurar as causas do aumento da criminalidade e de atentados contra povos indígenas, quilombolas, ribeirinhos e jornalistas na Amazônia. “Com vistas a garantir uma melhor atuação do poder público na região, fiscalizar as providências adotadas diante dos crimes recentes, apoiando a investigação  e a sua possível relação com o esquema de e narcotráfico”, explicou.

“Enquanto presidente do Parlamaz (Parlamento Amazônico), trago as demandas dos parlamentares de oito países amazônicos que cobram esclarecimentos, assim como toda a sociedade. Queremos respostas,” afirmou o senador Nelsinho Trad.

Veja também

Últimas notícias