Com o fim do prazo de inscrição para CNH social, uma indicação protocolada pelo deputado estadual Paulo Corrêa pede ao Governo do Estado pela reabertura processo, além de reivindicar vagas exclusivas dedicadas a população indígena.

Conforme a justificativa da proposição, a destinação de vagas incube preferencialmente o município de Amambai, devido ao grande número de indígenas que residem no município.

Aproximadamente 60 mil pessoas se candidataram na primeira edição do programa, que selecionou cinco mil pessoas de diversas faixas etárias.

O programa

O programa é de autoria do Governo do Estado em parceria com Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito do Mato Grosso do Sul) e sorteou cinco mil carteiras de habilitação entre os 60 mil inscritos na primeira edição do projeto.