Por falta de quórum, sessão na Alems é suspensa por mais de 10 minutos

Suspensão de sessão por falta de quórum levou mais de 10 minutos
| 23/06/2022
- 10:18
Sessão teve 13 deputados presentes, nesta quinta-feira (23)
Sessão teve 13 deputados presentes, nesta quinta-feira (23) - Reprodução

Com a maioria dos deputados em agenda no interior, a sessão parlamentar na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) foi suspensa por mais de 10 minutos, nesta quinta-feira (23).

Pela falta do presidente Paulo Corrêa (PSDB), do vice-presidente, Neno Razuk (PP), e do primeiro secretário, Herculano Borges (Republicanos), que está doente e participou de forma remota, quem presidiu a sessão foi Marcio Fernandes (MDB).

No plenário, estavam os deputados (PRTB), Rinaldo Modesto (Podemos), que fez a leitura da ata, e Coronel David (PL). Com a falta da maioria, a sessão foi suspensa por mais de 10 minutos, mesmo Fernandes dizendo que seria apenas durante cinco minutos.

Depois, Modesto fez a contagem dos colegas e 13 estavam na sessão, todos de forma remota. Com isso, foram colocados em votação os três projetos de lei em pauta. Todos foram aprovados.

Projetos

Em discussão única, foi aprovado o projeto de Lei do deputado estadual Evander Vendramini (PP) que pede pela denominação da MS-338, do entroncamento da BR-060, em Camapuã, ao cruzamento da MS-357, em Ribas do Rio Pardo.

De Rinaldo, a proposta foi aprovada para instituir a isenção de pagamentos aos jurados que fazem parte do Conselho de Sentença no MS, como Tribunal do Júri.

Outro projeto de Vendramini também foi aprovado. Proposta pede pela inserção do inciso XXI no artigo 2º da Lei nº 5.560, de 31 de agosto de 2020, que Institui denominação Histórica aos Batalhões, Esquadrão Independente, Companhias Independentes e Unidades Escolas da do Estado de Mato Grosso do Sul.

Veja também

Últimas notícias