Câmara de Campo Grande entra em recesso em 15 de julho e volta em 2 de agosto

Parlamentares precisam votar Orçamento de 2023 antes do recesso da Câmara
| 23/06/2022
- 08:03
Câmara
Câmara Municipal de Campo Grande. - (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)

Os vereadores de Campo Grande vão entrar em recesso parlamentar a partir de 15 de julho, de acordo com o presidente da Câmara Municipal Carlos Augusto Borges, conhecido como (PSB).

Antes disso, precisam, pelo regimento interno, votar a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2023, que prevê prévia de como pode ser a vida orçamentária do município no próximo ano. Neste caso, no entanto, os parlamentares marcaram a análise para esta quinta-feira (23).

Câmara

previsão de receita para o próximo ano é R$ 5.453.922.138,97 e margem de suplementação, para a Prefeitura de Campo Grande mexer em verbas sem autorização da Casa de Leis, foi proposta em 30%.

Os vereadores voltam à Casa de Leis em 2 de agosto.

Veja também

Cinco projetos foram arquivados por decisão unânime e um segue para recurso

Últimas notícias