Foi sancionada lei que dará transporte coletivo gratuito aos moradores dos distritos de Anhanduí e Rochedinho, que tenham vaga de emprego na Capital, durante a pandemia de Covid-19.

Segundo o texto, apresentado pela Prefeitura de Campo Grande e aprovado pelos vereadores na terça-feira (14), a medida faz parte de política pública voltada à retomada de crescimento e combate ao desemprego. Ainda, a proposta tem caráter ‘excepcional por conta da pandemia’ e valerá por 12 meses, contado da publicação da lei.

A proposta prevê que os moradores dos distritos que trabalham em Campo Grande e que precisam se locomover para a cidade diariamente, apresentem comprovante de residência, tenham mais de 16 anos, estejam inscritos no portal Emprega Brasil do Sistema Nacional de Emprego e mostrem carteira de admissão na Funsat (Fundação Social do Trabalho).

Ainda de acordo com o projeto, serão 800 pessoas beneficiadas com 50% da passagem paga pelo município e os outros 50% sob responsabilidade das empresas interessadas na contratação de mão de obra. Na justificativa, o município cita que o termo de cooperação tem objetivo de ‘dar suporte logístico aos trabalhadores contratados, oportunizando o transporte dos mesmos ao local de trabalho’.